ISSN 0104-7795 Versão Impressa
ISSN 2317-0190 Versão Online

Logo do Instituto de Medicina Física e Reabilitação HC FMUSP

Número atual: Agosto 1996 - Volume 3  - Número 2


COMUNICAÇÃO BREVE

Avaliação sintomática subjetiva e cardiovascular dos pacientes lesados medulares com trabalho cicloergométrico passivo (Reck Moto Med)


Linamara Rizzo Battistella1; Paulo Yazbek Jr.2; Gilson Tanaka Shinzato3; Neuza Sayuri Habu3; Andrea B. Rosa4; Maria Cecília dos S. Moreira4; Luciane E. B. Castor4

1. Médica Fisiatra - Diretora do DMR-HC
2. Médico Cardiologista do DMR-HC
3. Médico Fisiatra do DMR-HC
4. Fisioterapeutas do DMR-HC Endereço para correspondência: Rua Diderot, 43 - CEP: 04116-030 - São Paulo, SP




Foram avaliados 8 pacientes (6 do sexo masculino e 2 do sexo feminino) com paraplegia crural, quanto aos efeitos do trabalho cicloergométrico passivo para os MMII realizado nos períodos de 22/03/96 a 17/04/96: 5 pacientes com grau I de espasticidade, 1 com grau II e 2 com grau III.

Foram padronizados para todos os pacientes velocidade do pedal de 40 rpm e força de 15 Kg com o ângulo do pedal de 45 graus.

Marcamos com o cronômetro o início da primeira inversão de movimento, constando que apenas 1 paciente com espasticidade grau III apresentou no seu primeiro minuto (em 4 rotações) a primeira inversão.

Todos os pacientes, menos um em uso de marcapasso cardíaco, foram submetidos a monitorização cardíaca com registro da FC de 1 em 1 minuto. Analisaram-se a PA e o ECG durante o repouso e de 3 em 3 minutos durante 20 minutos e ao término do exercício, após 3 minutos.

Verificamos neste protocolo que:

  • 1 paciente relatou diminuição do edema em MID.
  • 2 pacientes referiram formigamento dos pés logo após o seu uso.
  • 1 paciente queixou-se de algia em regiao do cavo poplíteo direito durante a sessão e com melhora posterior.
  • 1 dos pacientes com espasticidade grau III referiu subjetivamente diminuição da espasticidade momentaneamente e ganho na amplitude articular, e os demais pacientes com grau I e II de espasticidade não referiram benefícios.
  • Não houve mudança significativa da resposta cronotrópica, o que indica um bom desempenho no uso da bicicleta (Reck Moto Med), visto que não há solicitação cardíaca importante.
  • Houve motivação de 6 pacientes com relação ao uso do equipamento mostrando satisfação com o mesmo, e 2 pacientes não referiram benefício em seu uso.











  • Divisão de Medicina de Reabilitação - HC FMUSP

    Apoio

    Logo Medicina USP Logo Instituto Oscar Freire Logo HC FMUSP

    Patrocinadores

    Logo Fundação Medicina USP Logo Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação Logo Inovation for pacient care Logo Allergan

    Revista Credenciada

    Revista Associada

    Logo Sistema Integrado de Biblioteca s Universidade de São Paulo Logo Associação Brasileira de Editores Científicos

    ©2020 Acta Fisiátrica - Todos os Direitos Reservados

    Logo Acta Fisiátrica

    Logo GN1